Pesquise neste blog

Carregando...

02/10/2010

O trabalho da Ortoptista


Ortóptica quer dizer visão correta, orto quer dizer correto e óptica, visão. Sendo assim, a Ortóptica é a parte da Oftalmologia que diagnostica e trata os distúrbios da visão binocular, proporcionando uma melhor interação entre o indivíduo e o mundo que o cerca.




O Ortoptista é o profissional formado em curso de nível superior, capacitado para trabalhar nos setores de Ortóptica de clínicas, hospitais e consultórios oftalmológicos.



A ortóptica, identifica, quantifica, qualifica e trata as anomalias da visão e da motilidade ocular, como estrabismos, distúrbios de leitura que causam sintomas como cansaço visual, embaçamento, ardor, lacrimejamento, embaralhamento, sonolência, visão dupla, enjôos, tontura, fotofobia, dores de cabeça, alterações sensoriais como redução da visão de profundidade (estereopsia) e ambliopia (baixa de acuidade visual de um ou ambos os olhos).

Promove uma visão binocular confortável, através de tratamentos de estimulação sensoriomotora, usados nos casos de estrabismo e nos distúrbios de leitura.

- Previne as perturbações do desenvolvimento sensoriomotor ocular, causadoras de distúrbios da visão como a ambliopia.

- Realização de exames complementares da clínica oftalmológica, auxiliares no diagnóstico e acompanhamento de diversas patologias oculares. Por exemplo: o exame de campo visual.

O campo de atuação do Ortoptista é muito vasto, realizando seu trabalho em conjunto com diversos profissionais, tais como oftalmologista, pediatra, pedagogo, neurologista, psicólogo, etc... A equipe multidisciplinar trabalha em projetos científicos, desenvolvendo programas de prevenção de doenças oculares.

Com efeito, o ortoptista é um profissional de nível universitário que tem como função principal medir: ângulos de estrabismo, acuidade visual, verificar as funções dos músculos extraoculares, além de alguns ortoptistas exercerem atividades mais técnicas, realiza o exame ortóptico diagnosticando as alterações da visão binocular tais como estrabismos, distúrbios de leitura causadores de sintomas como cansaço visual e dores de cabeça, alterações sensoriais como redução da visão de profundidade (estereopsia) e ambliopia (baixa de acuidade visual de um ou ambos os olhos).

A ortóptica é uma área de saúde, que trabalha conjuntamente com a oftalmologia, mas não é composta de médicos, como mencionado acima, e sim por ortoptistas, que são profissionais de nível universitário, graduados em Ortóptica, que exerçam tal atividade sob a supervisão direta do médico oftalmologista.

Antes de procurar um ortoptista, as pessoas devem primeiro consultar um oftalmologista, que então pedirá a realização do teste ortóptico (ou exame de motilidade ocular).

O oftalmologista deve ser procurado periodicamente, mas há casos específicos em que o exame ortóptico é muito necessário. Quando, por exemplo, é notada baixa visão em um ou nos dois olhos, quando há sintomas como cansaço visual, dores de cabeça e outros, ligados ao esforço visual, que não desaparecem mesmo com uso da correção adequada (óculos ou lentes de contato).

Também quando é notado um estrabismo (popularmente chamado "desvio" ou "olho torto"), não importando a idade e nem a causa.

O tratamento ortóptico tem como objetivo o restabelecimento da visão binocular (uso simultâneo de ambos os olhos). Para isso, o teste ortóptico ou exame de motilidade ocular é indicado pelo oftalmologista.

O tratamento ortóptico é indicado pelo ortoptista e consiste em exercícios para a melhora da função muscular e tratamento antissupressivo através da oclusão (tampão). Os exercícios normalmente são feitos no consultório e em casa e a quantidade de sessões e tipos de exercícios variam conforme o caso, a idade do paciente e o tempo de aparecimento da disfunção muscular.

O trabalho do ortoptista é realizado em crianças e adultos iniciando, em certos casos, desde o nascimento como forma de prevenir perturbações sensoriais irreversíveis como a ambliopia.

É importante ressaltar que o oftalmologista e o ortoptista são profissionais distintos. O oftalmologista até pode fazer o que um ortoptista faz, nos lugares em que não há um profissional de ortóptica, pois é o médico especializado na área ocular, mas para o tratamento dos distúrbios da visão dos quais já falamos, o ortoptista é o profissional indicado, pois é formado especialmente para isso, ou seja, ele fez um curso superior específico apenas para tratar das disfunções da movimentação dos olhos e da baixa de visão e das perturbações sensoriais decorrentes destas disfunções.



Oftalmologista e Ortoptista são uma equipe multidisciplinar, especificamente para motilidade ocular e suas perturbações sensoriais; ou seja, o trabalho do(a) Ortoptista é conjunto e complementar com o do(a) Oftalmologista.

Fonte: http://www.ibmr.br/fisio/ortoptica.php